MÃE!!!

MÃE!!!
Ela era uma Rosa

A vida não pára!

Paciência

Lenine

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não para...

Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara...

Enquanto todo mundo
Espera a cura do mal
E a loucura finge
Que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...

O mundo vai girando
Cada vez mais veloz
A gente espera do mundo
E o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...

Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempo
Para perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para
A vida não para não...

Será que é tempo
Que lhe falta para perceber?
Será que temos esse tempo
Para perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...

Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não para
A vida não para...

A vida não para...

http://www.youtube.com/watch?v=sXmWAOIWg3w


















Páginas

domingo, 27 de setembro de 2009

saudade

"A saudade é dor pungente, morena, a saudade mata a gente, morena..."
Dor pungente, é. Muito. E mata mesmo.
Saudades da Doutora Sílvia Regina Rodeguero.
A advogada sábia e apaixonada pela Justiça, q tanto queria ver seu nome no Google, agora tem muitas vezes o nome citado. Por que não antes? Porque não publiquei um artigo dela, uma poesia, uma frase bonita, uma foto, tantas e tantas marcas q ela deixou na minha vida... Eu pensava q sempre haveria tempo prá isso, nós duas estávamos tão preocupadas em dar um rumo à minha vida q esquecemos q nós duas precisávamos de um. E o dela chegou muito antes. Não houve amor, chantagem ou súplica q fizesse com q ela ficasse. E eu gritei a Deus q não a levasse tão cedo, gritei com todas as minhas forças...
Ele não me ouviu, e a levou. Puxou meu tapete com vontade, deixando-me pasma, em choque e atônita até hoje.
Irmã querida, já faz um ano e três meses, a exata diferença entre seus dois primeiros filhos. A diferença entre eles era tão pouca, q eram dois bebês... Agora esse tempo é um século. Um ano e três meses sem você. É uma eternidade. E eu estou q não me aguento. Tenho tanto prá te contar, tantas piadas novas, tantas coisas q mudaram na minha vida, tanta terapia prá entender porque a vida é essa bosta q é...
Não tenho mais vc do outro lado do telefone, não ouço mais sua voz, seu "Oi" daquela tonalidade q só nós conhecíamos...
Espero q vc esteja com o pai, e com a vó e a bisa q têm o seu nome, e com os nossos tios, com o Cauby, q você amava tanto, e foi a única pessoa q te ajudou por uma porção enorme de tempo.
O Cauby, q só você aceitava como era... O Cauby q passava as madrugadas ajudando você a arrumar a louça q um bando de loucos deixara prá trás...
O Cauby q levava algo prá vc comer quando todo mundo saíra e vc ficara sem nada de seu... O Cauby q muitos criticavam, e q por alguém foi afastado... Depois morto.
Tem gente q diz q te ama mas só te explorou. Não sentiu q vc estava dando o próprio sangue e ainda pedia mais.
Enquanto vc esfriava, só pensavam neles, e em quanta falta vc ia fazer no dia-a-dia deles. Não pensaram NUNCA em vc, em trazer uma coisa prá vc, singela como uma bala de coco, uma goiabada, uma calcinha nova, um sutiã bonito... Ninguém se preocupou com suas roupas q precisavam de barra, de um botão, de um carinho extra...
Ninguém prá dividir com vc o saco de pedra, q vc nunca me contava, somente pedia prá eu rezar...
E eu rezei por vc, prá q vc resgatasse a casa e conseguisse pagar quem te cobrava todo dia.
Eu sei como é isso, pois exigiam q eu depositasse uma miséria de dinheiro numa conta q eu não conhecia o número.
Quero q essas pessoas ardam dia e noite, sintam fogo entre as pernas e não consigam aplacar a dor.
Quero q ela sofra cada minuto q te magoou por um ano de dor, humilhação e fome. Quero q ela sofra o dobro. Prá te dar valor, porque ainda não deu. Não deu. Pode isso?
Eu não aguento. Queria q ela morresse prá q vc pudesse ficar. Vc se foi por causa dela, eu sinto q foi ela q roubou vc de mim. Nunca mais quero pronunciar o nome, mas vc sabe de quem falo. Por mais piedade q vc tenha tido, eu não tenho. Acho q de pessoas assim a gente tem q ter distância, e se por acaso chegar perto, q seja prá pisar no pescoço.
Vc não fez, mas se eu tiver oportunidade eu farei.
Porque eu amo muito vc, e não queria q vc tivesse sofrido tudo o q sofreu.
Vc foi a pessoa mais inteligente q existiu, só igualada pelo seu irmão gêmeo, sua metade, a pessoa q tocou vc antes de nascerem. Viu vc antes da mãe. Acariciou vc antes de qualquer um, e entendia vc como ninguém.
Só ele tem o direito de ser seu irmão gêmeo, e só eu sou sua irmã. Essa riqueza ninguém me tira, por mais q tentem. Sei q nós estávamos mais juntas q qualquer outra pessoa, e q NUNCA ninguém estaria entre a gente. Eu sei q um dia vamos nos encontrar, e seremos então como pessoa única. Quero viver de modo a ir com vc e com o pai, um dia. Me ajude a criar os nossos filhos em sua direção, para q não se percam em seitas malditas. Quero todos nós no céu, com o pai e nossos parentes.
Te amo demais, e vou te amar a vida inteira.
Beijos, irmã querida. Seja feliz aí, já q aqui não deu...
Nós todos estamos com muita saudade de vc. Apareça nos meus sonhos, por favor.
Venha na minha cama e me chame "querida", como antes. Consola minhas lágrimas. Deixa eu saber q vc está bem. Eu creio na vida eterna e na ressurreição. Por isso sei q vc está no céu.
Um dia nos reencontraremos. Agora vc conhece meu João Carlos e o Renê, o bebê da mãe. Eu dei nome a ele, a mãe sabe, prá poder rezar por ele. Ele deve estar aí com vc. Com certeza. Cuide deles, tá?
Beijos. Até.

3 comentários:

  1. Essas dores nunca vão passar. De consolo mínimo, podemos cuidar dos outros que amamos da forma como gostaríamos de cuidar de quem se foi. Podemos também fazer o impossível pela nossa felicidade, pra deixar feliz quem olha de cima.
    Não existe substituto pra ninguém, eu sei. Mas existem pessoas que nos ajudam a amenizar e sorrir de vez em quando.

    ResponderExcluir
  2. Oi, amada!Tem um selinho pra ti lá no blog, ok?Beijos!

    ResponderExcluir
  3. É, Flines, sabedoria imensa essa q te faz falar q essas dores não passam.
    Nunca. E o consolo de cuidar dos q amamos faz alguma coisa por nós, mesmo.
    E você é uma dessas pessoas q nos ajudam a amenizar e sorrir de vez em quando. Beijos, querida. Te amo.

    Tay, querida, obrigada pelo selinho, por tudo, por sua presença amiga e forte.
    Te amo.

    ResponderExcluir